ATFPM DIRECÇÃO

JOSÉ PEREIRA COUTINHO

Deputado à Assembleia Legislativa e Presidente da Direcção da ATFPM

ATFPM Traimestral

Qual será a justiça Pag. Principal >> Forum
Dr.Coutinho: Assunto sobre: transição dos pessoais que não continha o 9º. Ano de escolaridade dos escriturários-dactilografos para carreia de 3o.Oficial ( artigo 69o. Do Regime Jurídico da Função Pública de Macau.) Trabalhei vários anos seja na Administração Portuguesa ou na RAEM de Macau, como administrativo, e no tempo administração Portuguesa, apoiei vários Técnicos português nos trabalhos de tradução oral, e substituição de secretário da chefia, e na RAEM tamém estou a carga de administrativo, intérprete oral para apoiar aos colegas e Chefia que não sabem a língua portuguesa, atendimento ao público, apoio aos colegas que não têm experiência na informática, ainda mais tenho que ensinar os Adjuntos-Técnicos nos trabalhos administrativo, e essas pessoas pricipalmente a Chefia sabem muito bem que a lingua chinesa meu, não são tão bons como eles, tenham mania de dar me os despachos com letras ilegível, para me falhar na introdução de dados. Quando pedem me para fazer os trabalhos dos colegas (Adjuntos-Técnico) de auto habilitações?ou em trabalhos de informática que eles sabem me que tenho um pouco conhecimento, não há problema, dizem que tenho capacidade para enfrentar os trabalhos deles, quando para a subida de categoria ou mudança para o Além do Quadro, dizem me que a lei exige o 9º. Ano de escolaridade. Dr.Coutinho podia dizer porque dantes não tinha escolhido para a transição da carreia escriturário-dactilografo para 3º.Oficial? posso dizer-vos que no meu serviço que trabalhei antes não houve carreias de escriturário-dactilógrafo, nem deram-me saber como iria fazer nem deram conhecimento que há cursos para isso, fiquei bastante prejudicado. Há funcionários com falsa habilitações ; há colegas que falte de dever de lealdade; há colegas com falta de responsabilidade; há colegas que antes era Tecnica Superior, por malandrice que tinha feito ou incapacidade de trabalho, os serviços era para não renovar o contrato dessa colega, mas, por sorte dela tinha o marido no mesmo serviço que salvou-a, por cima contratou para Adjunto-Técnica, essas pessoas merecem mais do que as pessoas como a mim próprio que está a oferecer vários anos de apois aos colegas e para serviço? estas situações será justo?
Usuário Responder:

[匿名]said:

parace que é muito injustiça! [2008-07-26]
Início   Anterior   Próximo   Último   Págin:1/1Artigo  10條/Artigo
Re:Qual será a justiça
ANÕNIMO
Conteúdo
  
*
*
*
Conseguiu carregar os documentos
*
Conseguiu carregar os documentos